Tecendo a Odisséia no Inhotim

Peça da Conpanhia Suspensa faz uma reflexão à solidão baseada no poema da Homero

A Companhia Suspensa apresentou no Inhotim, no dia 17 de maio, a peça “Enquanto Tecemos.” Baseada no poema A Odisséia, de Homero, a peça faz uma reflexão sobre o estar só e o estar junto. Tendo como personagens Ulisses, Penélope e Palas Atenas, a peça faz uma mistura de textos, danças e sons em um enredo envolvente e contemporâneo.

O uso de recursos áudio visuais foi um dos pontos altos da apresentação, assim como as pinturas realizadas em cena.

Juntamente com o espetáculo de dança “Visto de Cima” são as primeiras ações do C.A.S.A., Centro de Arte Suspensa Armatrux, projeto em que o Grupo Armatrux e a Cia Suspensa, em parceria com o programa cultural Vivo Encena, realizam fora da sede em Nova Lima.

Anúncios

“Os homens querem casar e as mulheres querem sexo” lota Teatro da Quadra, mas não surpreende

A peça “Os homens querem casar e as mulheres querem sexo” foi apresentada no Teatro Municipal da Quadra de Esportes de Brumadinho no dia 10 de março. O monólogo encenado por Marcelo Ricco e dirigido por Carlos Nunes traça a história de Jonas: Um homem que sonha em encontrar a mulher de sua vida e se casar. Durante a peça o personagem fala das dificuldades de encontrar uma esposa e como as mulheres valorizam o sexo em detrimento de um relacionamento sério. O ator traça uma conversa com seu “lado feminino” que é sapatão (novidade?) e tenta orientá-lo a fim de que ele, finalmente, compreenda o universo feminino.

Embora tenha tido bons momentos, a peça se torna cansativa ao passo que a intervenção com o público (recurso já esgotado pelo teatro contemporâneo) se tornou longa demais e maçante. O ator se prolongou na conversa e na “tentativa” de aproximação de casais solteiros na plateia, o que deu uma “quebrada” desnecessária na peça que, a duras penas, tinha começado a prender a atenção dos espectadores. As piadas batidas e já conhecidas também deram um clima démodé ao espetáculo.

Outro aspecto negativo foi a acústica do teatro. Não se conseguia ouvir bem o que era dito, deixando prejudicadas as pessoas que estavam sentadas mais longe do palco. As caixas de som usadas durante a apresentação foram insuficientes e aparentavam estar em péssimas condições de uso.

Público impressiona

O que realmente impressionou foi o volume de pessoas que compareceram ao Teatro da Quadra de Esportes para assistir a peça “os homens querem casar e as mulheres querem sexo”. O teatro ficou lotado e cadeiras de plástico precisaram ser colocadas. Mesmo assim várias pessoas assistiram à peça de pé. Antes do espetáculo, a fila para entrar no teatro quase chegou à esquina da Avenida Inhotim. Isso significa que Brumadinho tem público para espetáculos teatrais, outras peças já foram encenadas também com boa presença de público. Falta agora uma revitalização do Teatro Municipal, que tem um excelente espaço, mas ainda deixa a desejar no que diz respeito a conforto e acústica.

Ficha Técnica

Texto: Carlos Simões (RJ)
Elenco: Marcelo Ricco
Direção: Carlos Nunes
Assistente de direção: Christiano Junqueira
Voz in off: Heloísa Duarte
Cenário: Heleno Polisseni e Yuri Simon
Iluminação: Yuri Simon
Figurinos: Marcelo Ricco
Fotografia: Ludmila Loureiro
Projeto gráfico: Marcio Miranda
Assessoria de imprensa: Jozane Faleiro
Produção Executiva: Carol Fonseca

Jovens de Brumadinho terão oficinas de teatro, fotografia e redes sociais

Texto publicado no Minas Gerais – Quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012.

Jovens de Brumadinho terão oportunidade de participar de várias oficinas midiáticas. Participem!

“Jovens de Brumadinho, com idade entre 14 e 24 anos, poderão se inscrever gratuitamente, de hoje até 24 deste mês, no programa Jovem Comunicador.

Desenvolvida pela Secretaria de Estado de Esportes e Juventude (Seej), por meio da Subsecretaria da Juventude, em parceria com o Instituto Inhotim e a prefeitura local, a iniciativa irá oferecer 60 vagas de oficinas de teatro, mídias sociais, design, vídeo, jornal e fotografia.

Conforme o diretor de Qualificação da Seej, Tomaz Campos, a proposta é proporcionar aos jovens contato com o universo midiático e, a partir dessa iniciação, incentivar a produção de conteúdos de acordo com a realidade deles. “Esses jovens terão subsídios para montar um blog, um jornal, criar redes sociais, produzir e atuar em peças teatrais. Tais ferramentas possibilitarão a eles falar dos problemas de suas comunidades, assuntos da escola e do cotidiano. É uma maneira bem atual de fomentar o protagonismo juvenil”, afirma Tomaz.

Locais

As inscrições poderão ser realizadas nas escolas Estadual Paulina Aluotto Ferreira, no bairro Progresso; Municipal Lidimanha Augusta Maia, no bairro São Bento, no Centro da Juventude, no bairro Santa Efigênia ou na Secretaria de Ação social, na rua Aristides Passos, 400, Centro.

Interessados deverão apresentar documento de identidade original e comprovante de endereço. Entrevistas de seleção acontecerão de 27 de fevereiro a 2 de março, no Centro da Juventude em Brumadinho.

O resultado da Seleção será divulgado no dia 5 e março, nos mesmos locais de inscrição e enviado por e-mail.

Conteúdos

Serão oferecidas três oficinas, com os respectivos conteúdos: a) blog/web/redes sociais: utilização de ferramentas da internet, técnicas de redação, criação e edição; b) fotografia: técnicas, edição, montagem e exposição; c) teatro: história, vocalização, expressão corporal e técnicas de interpretação.

As aulas devem acontecer de março a maio, no Centro da Juventude e n o Instituto Inhotim, sempre às quartas-feiras, com duração de duas horas/aula cada. As oficinas de fotografia e blogs acontecerão no período da manhã e tarde e a de teatro, no período da tarde. Mais informações pelos e-mails Ângela.campos@inhotim.org.br e Eduardo.versiani@inhotim.org.br“.